Pesquisar este blog

5 de out de 2008

História do Scrapbooking - Parte 5

Os mórmons também influenciaram o desenvolvimento do Scrapbooking pois quando viajavam, enviavam às suas familias fotos e outras lembranças de lugares que eles conheciam e seus familiares iam montando os álbuns, dai surgiu o nome “scrapbook” ou livro de retalhos.

A produção em massa de álbuns de fotografia ficou um pouco adormecida em popularidade até o redor de 1940. Porém sempre continuou existindo através dos anos. O ano de 1980 foi decisivo na história do scrapbooking moderno (usando materiais de arquivos e atóxicos) pois neste ano Marielen Christensen compartilhou 50 volumes dos livros de memórias de sua família na Conferência Mundial sobre recordes, em Utah. Os álbuns geraram tanto interesse que a família Christensen seguiu até abrir a primeira loja de varejo de estamparia “Keeping Memories Alive” (Mantendo vivas as memórias).

A partir de 1990, com a explosão de publicações sobre idéias e materiais que o scrapbooking ganhou velocidade e se tornou um dos mais crescentes passatempos da América. Graças a Internet o scrapbooking passa a ganhar popularidade no restante no mundo. O número de sites cresce rapidamente, assim como o de lojas. Tudo isto faz girar e crescer uma indústria cada vez mais promissora.

Hoje encontramos softwares que permitem a criação de páginas e álbuns em nossos computadores para que sejam publicados na Internet para compartilhar com a família e amigos, fazendo assim uma versão eletrônica de nossos conhecidos blocos de rascunho ou álbuns de recortes.

Fonte: http://artscrap.wordpress.com/um-pouco-de-historia
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta postagem?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails