Pesquisar este blog

24 de out de 2008

Dicas de Organização Fotografia - 1

A fotografia digital nos permitiu fotografar muito, muito mais. Afinal: na maioria das câmeras, com um cartão de memória de 128 MB, por exemplo, dá para tirar o equivalente a três rolos de filme de 36 poses. À medida que nos acostumamos com isso, passamos a tirar cada vez mais fotos e os registros de uma viagem ou outro evento de maior duração passam a ser medidos em centenas de imagens, em vez de rolos de filme.
O problema dessa revolução é que está ficando cada vez mais difícil gerenciar todas essas fotos e zelar por sua integridade ao longo do tempo. A maioria das pessoas transfere as fotos da câmera para o disco rígido do computador e as deixa lá, confiando cegamente no componente. Só que, infelizmente, discos rígidos são muito sujeitos a falhas – como bem sabe quem já perdeu dados importantes devido a um HD queimado. Se este não é o seu caso, dê-se por feliz, mas não espere que a sorte o acompanhe para sempre e trate de providenciar algum tipo de proteção para seus arquivos mais importantes.
Não por acaso, para muita gente as fotos digitais são atualmente o conteúdo mais precioso do computador. Perder programas, e-mails e documentos é desagradável, mas o que dizer das únicas imagens do nascimento de seu filho ou algo do gênero? Para evitar esse transtorno, a primeira dica é ter
cópias de segurança ( backup) de todas as fotos, mas para isso é necessário que elas estejam minimamente organizadas.

Dica 1:

O cuidado com as fotos começa no momento em que elas são descarregadas no computador. Onde você costuma armazená-las? Em qualquer lugar ou em uma pasta criada automaticamente pelo programa fornecido pelo fabricante da câmera ou pelo “Assistente de Câmera” do Windows, normalmente dentro da pasta “Meus DocumentosMinhas Imagens”? O lugar em si não importa muito, desde que todas as fotos fiquem juntas (organizadas em subpastas, é claro) e jamais misturadas aos arquivos de programas e componentes do sistema operacional.
O ideal mesmo é ter um segundo disco rígido ou uma partição do principal (que aparecerá como drive D:, por exemplo) dedicada aos seus documentos – tanto fotos quanto arquivos de texto, planilhas e afins – separada da que contém o sistema e os programas. Facilita demais a rotina de backup e a transferência dos dados para um novo computador ou uma reinstalação do Windows, quando ela for necessária.


Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta postagem?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails