Pesquisar este blog

4 de out de 2008

História do Scrapbooking - Parte 3

As razões para fazer álbuns de recortes no passado são as mesmas até hoje:
- expressar pensamentos e sentimentos
- preservar memórias e recordações
- gravar momentos especiais das histórias das famílias

Estas RECORDAÇÕES são estimadas e mantidas por todos como um tesouro por muitos anos.

Com o aumento do interesse das pessoas pelo scrapbooking os fabricantes dos materiais correram para atender a demanda. Começaram a produzir uma enorme variedade de produtos que poderiam ser exibidos nos álbuns e outros tantos elementos que podiam embelezá-los, produtos estes que poderiam ser recortados e colados.

Não podemos deixar de citar que a invenção da fotografia mudou completamente o modo como as pessoas faziam seus álbuns de recortes. O ano de 1839 é conhecido como o ano de nascimento da fotografia, porém o processo não era muito comum.

Durante meados de 1857 as companhias começaram a produzir álbuns de couro com páginas pré-impressas e dedicadas a vários temas e estas páginas estavam fortemente embelezadas com imagens de pássaros e flores. Estes primeiros álbuns continham páginas para exibir fotografias e também páginas para fazer pinturas de aquarela e desenhos com lápis.

Com o advento da máquina fotográfica o antigo Scrapbooking se transformou, pois, a ele foram acrescentados fotos e coisas relativas a essas fotos, o que chamamos hoje de “memórias”, e também textos sobre o que as fotos significavam.

O desenvolvimento de toda essa história do scrap chegou ao que conhecemos hoje como scrapbooking, que é a confecção de cada página que compõem um ou mais álbuns, sempre temáticos, contendo principalmente as fotos e relatos referentes a elas e também os enfeites que as tornam belas e artísticas.
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta postagem?

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails